Uma mistura de emoções marcou o segundo dia de competições na modalidade futsal masculino da 39ª edição dos Jogos da Primavera. Nas arquibancadas do Estádio Geraldão, em Aracaju, gritos de incentivo ecoavam das bocas de colegas e familiares que torciam por seus times. Já nas quatro linhas do campo, o clima era mais tenso: enquanto alguns estudantes atletas festejavam a vitória, outros tinham que se contentar com o gosto amargo da derrota. A torcida fez a diferença no incentivo.

“Às vezes a gente ganha, às vezes a gente perde. O importante mesmo é participar, se esforçar e nunca desistir”, enfatizou Camila Souza Vieira, treinadora do time de futsal (categoria B) do Colégio Estadual Olavo Bilac, ao consolar seus atletas, após uma derrota de 4X1 para a equipe do Instituto de Educação Ruy Barbosa. A educadora complementou que “esse foi o nosso primeiro jogo e, infelizmente, não foi o resultado esperado. Agora, vamos nos reunir, avaliar onde ocorreram falhas e tentar corrigi-las para no próximo jogo ganharmos”.

Do outro lado da quadra, o capitão do time do Instituto de Educação Ruy Barbosa, Felipe Kayllam, estava vibrando com a virada no placar e, consequentemente, com a vitória da sua equipe. “A gente se preparou muito para essa competição. Nós terminamos o primeiro tempo atrás no placar, mas entramos no segundo tempo com a cabeça erguida, viramos o jogo e garantimos a vitória” destacou.  

Felicidade também para Larissa Santos, que acompanhada de sua mãe e de sua filha, foi assistir de perto o bom desempenho da equipe do de seu irmão. “Meu irmão sempre nos convida para assisti-lo, então, resolvemos comparecer para dar aquela forcinha. Acho que esse estímulo da família é importante para os jovens. Eu me lembro da época em que eu competia na Ginástica, dos Jogos da Primavera, e também queria a presença dos meus pais”, comentou.

De acordo com o coordenador de árbitros da 39ª edição dos Jogos da Primavera, Crispim Neto, a Federação Sergipana de Futsal, parceira do evento desportivo, disponibilizou 64 árbitros, sendo 20 deles mesários. “Todos os árbitros são bem capacitados, e estão aqui mais para educar os jovens sobre as boas práticas desportivas do que propriamente puni-los por alguma má jogada”, finalizou.

Além de Aracaju, as rodadas do futsal neste dia 3 de maio aconteceram em Propriá, Japoatã, Campo do Brito, Canindé do São Francisco, Poço Redondo e Brejo Grande. As competições na modalidade futsal seguem até o dia 17 de junho em diversas localidades de Sergipe. Acompanhe todas as informações atualizadas referentes ao calendário das competições, boletins técnicos, resultados e boletins de transporte acessando o site oficial da 39ª edição dos Jogos da Primavera.

Related Articles