Os Jogos da Primavera foram crescendo e há 39 edições têm sido uma competição que marca a vida dos participantes e o esporte sergipano. Mesmo que não tenham seguido carreira de atleta, vários sergipanos têm boas histórias para contar e lembranças da maior competição de desporto escolar do estado.

Milton Dantas, hoje presidente da Federação Sergipana de Futebol (FSF), por exemplo, já jogou nos Jogos da Primavera e tem boas lembranças da competição. “Joguei meu primeiro campeonato pelos Jogos da Primavera em 1984. O meu time chegou a disputar o título estadual contra a equipe do Colégio Estadual Murilo Braga, no antigo Estádio Estadual Lourival Batista, hoje Arena Batistão. Foram momentos inesquecíveis, nos consagramos vice-campeões e depois daquele ano vários atletas foram revelados e chegaram a ser atletas profissionais de futebol. Os Jogos da Primavera, além de ser uma competição altamente educacional, oportuniza o surgimento e a revelação de novos talentos. Eu tenho lembranças muito boas e, se pudesse, voltaria àquele tempo”, relembra.

Luís Oliveira, atual atleta de judô da seleção brasileira, lembra que os Jogos da Primavera alavancaram a sua carreira. “Eu iniciei no judô com 6 anos de idade e comecei a competir aos 11, em 2018. Eu já competi nos Jogos da Primavera duas vezes e nessas duas vezes eu me consagrei campeão. Com esses resultados, eu fui selecionado para os Jogos Escolares Brasileiros (JEBS), em 2021, quando fiquei em terceiro, e no ano passado fui para os Jogos da Juventude e fui vice-campeão brasileiro escolar. Atualmente, eu sou 1º colocado no ranking nacional e atleta da seleção brasileira”, comemora.

Já Ana Luísa, paratleta de natação, vai participar dos Jogos pela primeira vez e tem boas expectativas. “Eu estou participando dos Jogos da Primavera pela primeira vez, pensando também na classificação para as Paralimpiadas Escolares e espero trazer medalhas”.

A secretária de Estado do Esporte e Lazer, Mariana Dantas, reforça a importância dos Jogos da Primavera para o desenvolvimento dos atletas e do esporte sergipano. “Os Jogos da Primavera são a maior competição de jogos escolares de Sergipe e pode ser um divisor de águas na vida dos atletas, inclusive por ser seletiva para os grandes jogos nacionais, como os Jogos Escolares Brasileiros (JEBs) e os Jogos da Juventude. Nos meus tempos de atleta, eu sempre quis participar da competição, mas não podia porque não tinha espaço para o karatê, que era a minha modalidade. Hoje, estamos trabalhando para que os Jogos da Primavera cresçam cada dia mais, acrescente novas modalidades e faixa etária, acompanhando as competições nacionais, como acontecerá esse ano. Trabalhamos para que tenhamos mais organização e bom desempenho dos nossos atletas. Será uma linda festa”, afirma.

Apesar do nome, os Jogos da Primavera não acontecem mais na primavera por serem seletivas para essas grandes competições nacionais que acontecem no segundo semestre. Esse ano, a abertura será no dia 27 de abril, na Arena Batistão, e o encerramento está previsto para junho.

Inscrições

A 39ª edição dos Jogos da Primavera segue com as inscrições abertas até o dia 17 de abril, através do novo site oficial (https://jogos.seduc.se.gov.br). Apenas as escolas, sejam elas da rede pública ou particular, podem realizar a inscrição dos atletas em uma das 26 modalidades individuais ou coletivas, considerando as categorias disponíveis. Esse ano, além das tradicionais categorias A (de 12 a 14 anos) e B (dos 15 aos 17 anos), os jogos deram oportunidade para as crianças com idades entre 8 e 11 anos, com a adição da categoria infantil.

As modalidades também são uma novidade desta edição, que incluiu o tiro com arco e o Triathlon, além do futsal, atletismo, ciclismo, jiu-jitsu, voleibol, handebol, natação, têns de mesa, xadrez, basquete 3×3, Wrestling, taekwondo, karatê, badminton, ginástica artística e rítmica, vôlei de praia, polo aquático e as adaptadas: paratletismo, paranatação, vôlei sentado e parabadminton.

Related Articles